Lições de Abismo

(2001)

Ao ler Lições de Abismo, Oswald de Andrade exclamou: “depois de Machado de Assis, aparece enfim um romancista entre nós”.  Gustavo Corção é um de nossos maiores escritores. Amigo de Nelson Rodrigues, e mais reacionário que ele, não teve a mesma sorte do pernambucano no apreço da intelligentsia brasileira (imaginem o que diria Nelson e o que se diria dele se estivesse vivo e escrevendo hoje!).  Por causa de  suas idéias, Corção foi praticamente eliminado do quadro cultural brasileiro.  Lições de Abismo, entretanto, que não é um ensaio nem obra polêmica, permanece como um dos maiores romances de nossa literatura.